HQ de “The Walking Dead” chega ao fim e autor revela final que não usou

Após 16 anos de sucesso, Robert Kirkman anunciou o final do universo de “The Walking Dead” nas HQs. A revista de número 193 tem 71 páginas, pouco menos que o dobro do que normalmente teria, finalizando a saga dos sobreviventes que resistiram ao apocalipse zumbi. A última publicação foi lançada nesta quarta-feira (3), nos Estados Unidos. Confira a capa:

O criador chegou a revelar o final que tinha pensado nos primeiros anos em que escrevia as HQs. Na época, Kirkman afirmou que tinha planejado que o término aconteceria pouco depois de Rick Grimes chegar em Alexandria. O protagonista faria um discurso afirmando que eles deveriam prosperar na cidade e criar raízes. Alguns anos depois, Rick ganharia até uma estátua em sua homenagem, mas a humanidade não se desenvolveria por muito tempo.

Ainda de acordo com o autor, no final que pensou inicialmente, os humanos durariam algum tempo, mas ainda seriam destruídos pelos mortos-vivos até não restar ninguém.

Atualmente, Robert Kirkman diz que era muito jovem e que o final não era justo com a jornada dos personagens. Além disso, se levasse essa versão para os quadrinhos, não haveria O Reino, Ezequiel, Os Sussurradores e nada do que veio após a chegada em Alexandria.

Agora, os olhos se voltam para a série de TV e para os filmes que seguirão mostrando o rumo que o xerife Grimes tomará, principalmente após os eventos finais da história em quadrinhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *