De Diana Ross à Nina Simone: trilha sonora de Scandal é repleta de jazz, blues e R&B

A família Shondaland – produtora de televisão americana fundada pela showrunner Shonda Rhimes – se despede, nesse mês, de uma das séries que por muitos anos foi o pilar das quintas-feiras no canal ABC. Há exatamente seis anos atrás, no dia 5 de abril de 2012, o episódio piloto de Scandal, estrelando Kerry Washington na protagonista Olivia Pope, era transmitido.

Para homenagear a série, o Uma Série de Coisas preparou um conteúdo especial antes da series finale. Desde os primeiros episódios do show é perceptível a representatividade que a história apresenta ao colocar uma mulher negra transmitindo poder e inteligência. Mas nem toda relevância aparece em forma de imagem, além da narrativa e da trajetória da protagonista, a trilha sonora também diz muito sobre a identidade do programa.

giphy

Canções da Motown, marcadas basicamente por instrumentos de sopro e orquestras consideradas pioneiras quando o assunto é Era Disco dos anos 1970, além de artistas da black music que exploram do jazz ao soul, do boogie-woogie ao blues, todos os cantores e cantoras negros atuam, harmonicamente, em praticamente todas as cenas em que Olivia está em destaque.

Para relembrar a trilha sonora, destacamos sete artistas que foram – e ainda são – importantes para o movimento negro e a história da música que embalaram a trama. Fiquem atentos para possíveis spoilers.

  1. Stevie Wonder

Ganhador de 25 Grammy Awards e com mais de 30 sucessos com alcance no top 10, Stevie Wonder marca presença em quase todas as temporadas de Scandal. “I Don’t Know Why”, por exemplo, serve de fundo para uma cena quente do amor impossível de Olivia e o Presidente dentro da Casa Branca, na segunda temporada:

Dois anos depois, Olivia desce do salto e da seriedade pela primeira vez ao escolher ela mesma e seus desejos em uma das cenas mais icônicas da trama ao som de “Don’t You Worry ‘Bout a Thing”.

  1. Nina Simone

Ativista pelos direitos civis dos negros norte-americanos, Nina Simone também foi pianista, cantora e compositora. Tem grande passagem pelo jazz, embora tenha atuado em diversos estilos. A escolha de “I Shall Be Released” foi bem orquestrada no episódio The Lawn Chair da quarta temporada, enquanto Olivia resolvia um caso de intolerância racial de um policial branco contra um jovem negro.

  1. Marvin Gaye

Popular no soul e R&B, as músicas de Gaye contam com instrumentos de percussão, uma vez que o artista também se destacou como arranjador, multi-instrumentista, compositor e produtor, fazendo parte da gravadora Motown nas décadas de 1960 e 1970. A canção “Sunny” abraça Olivia e Jake em um momento praiano e relaxador.

  1. Diana Ross

Uma das cantoras mais populares do seu tempo, os discos de Diana ultrapassam a marca de 100 milhões de cópias. “Endless Love” é bastante usada em cenas em que casais estão em momentos românticos. Em Scandal é um pouco diferente. No estilo “amor bandido”, Quinn e Charlie lutam entre si, torcem o braço um do outro e se estapeiam ao mesmo tempo em que se amam enquanto Ross embala o dueto com Lionel Richie.

  1. Aretha Franklin

Ícone da música negra, Aretha veio do gospel, R&B e soul. Pela revista Rolling Stone, foi considerada a maior cantora de todos os tempos e a nona maior artista da música. Suas canções também podem ser ouvidas em vários momentos da série de drama político. Em destaque, “Dr Feelgood” é tocada com Olivia se permitindo envolver-se com um estranho no bar.

  1. Bill Withers

Dono das clássicas “Ain’t No Sunshine”, “Use Me”, “Lovely Day”, entre outras; o cantor e compositor norte-americano Bill Withers teve seu auge no início da década de 1960 até a metade da década de 1980. No triângulo amoroso Fitz-Olivia-Jake, “Lovely Day” entra quando os pretendentes da protagonista trocam farpas.

  1. Chaka Khan

Yvette Marie Stevens, com o pseudônimo de Chaka Khan e a ajuda de Stevie Wonder, despontou para mundo com o pop e R&B. A cantora também chamou atenção ao estrear na banda Rufus na década de 1970. A música “I’m Every Woman” serviu como trilha sonora enquanto Olivia Pope se preparava para dar início a campanha de Susan Ross para a presidência dos EUA.

– EXTRA – 

É impossível falar da trilha sonora de Scandal e deixar de fora a música que é a alma do romance entre Olivia e o Presidente dos EUA. “The Light” toca em praticamente todas as cenas de amor da protagonista. “Eu te amo tanto que dói … mas não podemos ficar juntos porque sou casado … e sou o Presidente e outras coisas”, disse Fitz certa vez.

Então convidamos você, fã, a fechar os olhos uma última vez e se despedir dessa história escandalosa escutando esse hino instrumental da série!

Nesta quinta-feira (5), vai ao ar o episódio 7×16 – “People Like Me”, faltando duas semanas para o fim definitivo dos Gladiadores. No Brasil, a série é transmitida no Canal Sony.

Um comentário Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *